Chipre: gregos para cá, turcos para lá

Kyrenia, Chipre, 2018.

O Chipre é um país dividido. Desde a invasão pelos turcos em 1974, há uma fronteira que separa o sul (cipriotas gregos) do norte (cipriotas turcos). A capital Nicosia também é dividida. Forças da ONU monitoram uma terra desolada na fronteira norte-sul.

Essa é a situação real. Na prática, porém, as pessoas podem circular livremente entre norte e sul. Basta apresentar o passaporte. No lado sul a moeda é o euro. No lado norte, a lira turca.

O Chipre é um país moderno. A infraestrutura para o turismo também. As estradas são bem sinalizadas. O maior desafio é dirigir na mão inglesa. Depois de alguns sustos, você se acostuma.

Passei o réveillon no lado turco. Nesta charmosa cidade litorânea, Kyrenia, cercada por castelos e montanhas. Particularmente, achei o lado norte da ilha mais interessante.

A ilha têm cenários de encher os olhos. Este vídeo, com cenas de 1 segundo, mostra alguns dos bons momentos que passei no Chipre.

Ah, uma pergunta. Você sabe onde fica o Chipre?